Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Certificado de Vacinação Internacional ou Profilaxia (CIVP): o que é e como emitir

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 27 out 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Certificado de Vacinação Internacional ou Profilaxia (CIVP): o que é e como emitir

O Certificado Internacional de Vacinação, dependendo do seu destino, pode ser essencial para adentrar num país. Entenda o que é esse certificado e quais países que o exigem.

O que é Certificado Internacional de Vacinação?

É um certificado que comprova a vacinação para determinadas doenças. Alguns países exigem esse documento para a entrada segura em seu território.

O certificado é emitido gratuitamente e não tem prazo de validade, sendo emitido apenas uma vez na vida.

Para saber quais países exigem o CIVP, consulte a lista nesse link.

Como e onde emitir o certificado internacional de vacinação?

1. Complete sua carteira de vacinação

É necessário tomar todas as vacinas pendentes, principalmente a de febre amarela. A vacina febre amarela está disponível em dose integral nos serviços públicos e privados de vacinação.

Lembre-se de guardar o comprovante de vacinação, pois será necessário para emitir o certificado internacional.

Entender para que servem as vacinas é necessário para que todos entendam a importância de se imunizar contra doenças extremamente perigosas. Além disso, é importante dizer que as eficácias de cada uma delas variam, principalmente em questão da idade de cada pessoa, como ocorre com a eficácia da vacina da gripe.   

2. Solicitar o certificado

Através desse link, é possível realizar seu cadastro e preencher o formulário de solicitação. Para isso, você irá precisar dos seguintes documentos:

  • CPF

Imagem digitalizada do comprovante de vacinação que contenha:

  • Dados pessoais (nome e data de nascimento)
  • Data de vacinação e lote completo e legível da vacina.
  • Assinatura do profissional que realizou a vacinação.
  • Identificação e carimbo da unidade de saúde onde você tomou a vacina.

Como obter a 2ª via do meu certificado internacional de vacinação?

Se o seu comprovante não possui todas essas informações ou se você perdeu sua carteira de vacinação, você deve ir ao local onde tomou a vacina e solicitar a segunda via.

3. Receber o certificado

Você irá receber o certificado por e-mail, para que possa imprimir. O Certificado contém assinatura eletrônica do servidor da Anvisa e você deverá assinar o seu Certificado logo após a impressão. 

Por que é necessário emitir o CIVP?

Em alguns países, a emissão do CIVP é obrigatória para que a pessoa possa entrar no território. Antes de viajar, veja se o país de destino faz ou não o uso dessa exigência e se programe com antecedência.

Quem deve emitir o CIVP?

O CIVP pode ser emitido por brasileiros e estrangeiros vacinados no Brasil que irão viajar para fora do país.

Para crianças a partir de nove meses já é necessária a emissão do Certificado. 

O que fazer se não puder se vacinar?

A vacina febre amarela é contraindicada para: 

  • Indivíduos infectados pelo HIV, sintomáticos e com imunossupressão grave comprovada por exames laboratoriais;
  • Pessoas com imunodepressão grave por doença ou uso de medicação;
  • Pacientes pós-transplante de órgãos, pacientes com câncer, e pacientes com doenças do timo ou ausência deste;
  • Pacientes que tenham apresentado doença neurológica;
  • Gestantes;
  • Mulheres amamentando bebês com menos de 6 meses.  

Nesses casos, o viajante deverá solicitar ao seu médico um atestado que comprove o motivo de não poder tomar a vacina. O atentado precisará ter endereço completo e telefone do profissional de saúde, carimbo, número de registro no CRM e assinatura.

Quando se trata de outras vacinas, é preciso analisar previamente as contraindicações.

Neste tópico, aproveitamos para relembrá-los que há um intervalo entre vacina COVID-19 e outras que deve ser respeitado. Portanto, na hora de se planejar para viajar neste momento, é necessário se atentar as datas. 

Certificado de vacina febre amarela

Para a vacina febre amarela, é necessário tomar a dose integral da vacina em uma unidade básica de saúde ou em uma clínica privada. Após se imunizar, guarde o comprovante de vacinação porque você vai precisar dele para pedir o certificado internacional.

Validade da vacina contra a febre amarela

Atualmente a vacina febre amarela é recomendada em dose única para crianças acima de 5 anos e adultos, sendo válida por toda a vida. Só crianças abaixo de 5 anos devem receber 2 doses pois não respondem tão bem à vacina.

Quais países exigem certificado de vacinação internacional?

Os países que exigem vacina febre amarela e o CIVP são:

  • Afeganistão;
  • África do Sul;
  • Albânia;
  • Antígua e Barbuda;
  • Angola;
  • Anguilla;
  • Antilhas Holandesas;
  • Arábia Saudita;
  • Argélia;
  • Austrália;
  • Bahamas;
  • Bangladesh;
  • Bahrain;
  • Barbados;
  • Belize;
  • Benin;
  • Bolívia;
  • Botsuana;
  • Brunei;
  • Burkina Fasso;
  • Burundi;
  • Butão;
  • Cabo Verde;
  • Camboja;
  • Camarões;
  • Cazaquistão;
  • Cingapura;
  • Chade;
  • China;
  • Colômbia;
  • Congo
  • Coreia do Sul;
  • Costa Rica;
  • Costa do Marfim;
  • Djibouti;
  • Dominica;
  • Egito;
  • Equador;
  • Eritreia;
  • El Salvador;
  • Etiópia;
  • Fiji;
  • Filipinas;
  • Gabão;
  • Gâmbia;
  • Gana;
  • Guiné Equatorial;
  • Granada;
  • Guadalupe;
  • Guatemala;
  • Guiana Francesa;
  • Guiné;
  • Guiné-Bissau;
  • Haiti;
  • Honduras;
  • Iêmen;
  • Ilhas Maurício
  • Ilhas Reunião;
  • Ilhas Salomão;
  • Ilhas Seychelles;
  • Índia;
  • Indonésia;
  • Irã;
  • Iraque;
  • Jamaica;
  • Jordânia;
  • Kiribati;
  • Laos;
  • Lesoto;
  • Líbano;
  • Libéria;
  • Líbia;
  • Madagáscar;
  • Malaui;
  • Malásia;
  • Maldivas;
  • Mali;
  • Malta;
  • Martinica;
  • Mauritânia;
  • México;
  • Mianmar;
  • Moçambique;
  • Montserrat;
  • Namíbia;
  • Nauru;
  • Nepal;
  • Nova Caledônia;
  • Nicarágua;
  • Níger;
  • Nigéria;
  • Omã;
  • Panamá;
  • Papua-Nova Guiné;
  • Paquistão;
  • Paraguai;
  • Quênia;
  • Quirguistão;
  • República Centro-Africana;
  • República Democrática do Congo;
  • Ruanda;
  • São Cristóvão e Nevis;
  • São Vicente e Granadinas;
  • Saint-Barth;
  • Saint Helena;
  • Saint Martin;
  • Samoa;
  • Santa Lúcia;
  • São Tomé e Príncipe;
  • Senegal;
  • Serra Leoa;
  • Somália;
  • Sri Lanka;
  • Sudão;
  • Suazilândia;
  • Suriname;
  • Tailândia;
  • Tanzânia;
  • Timor Leste;
  • Togo;
  • Trinidad e Tobago;
  • Tunísia;
  • Uganda;
  • Venezuela;
  • Vietnã;
  • Zâmbia;
  • Zimbábue.

Como conseguir meu histórico de vacinação?

Perdi minha carteira de vacinação, e agora? Fique calmo! Para emitir a segunda via da carteira de vacinação, basta você procurar o posto de saúde onde tomou as vacinas para resgatar o histórico de vacinas e fazer a segunda via da carteira.

Como obter o certificado de vacinação da COVID-19?  

 Na vacinação do Brasil, o certificado que comprova que o cidadão tomou a vacina e é dado no momento da imunização contra a COVID-19. 

Caso perca esse papel, o Ministério da Saúde disponibiliza, através do Conecte SUS Cidadão, a possibilidade de o cidadão visualizar, salvar e imprimir o seu certificado, tudo isso de forma online. 

Todos que já concluíram seu esquema vacinal e que tenham Registro de Imunobiológico Administrado enviado à Rede Nacional de Dados em Saúde podem utilizar esse serviço. 

O passo a passo fornecido pelo Ministério da Saúde para obter esse serviço, é: 

  1. Realizar o registro ao tomar a vacina: Ao tomar a dose integral da vacina (dependendo do imunizante – duas doses ou dose única) em um Centro de Imunização ou em uma Unidade Básica de Saúde, será realizado o registro, pelo profissional responsável, em sistema de informação ou em papel. No último caso, há um processo de digitação, organizado pela Vigilância Epidemiológica local, que em alguns casos podem ou não ser realizado pelo vacinador. 
  1. Acompanhar o registro: Você pode acompanhar o registro da vacina no sistema de informação com a equipe do estabelecimento de saúde ou Secretarias estaduais ou municipais de saúde. Certificar se os registros foram transmitidos à Rede Nacional de Dados em Saúde do Ministério da Saúde. 
  1. Emitir Certificado: No Conecte SUS Cidadão, buscar o ícone vacina >> apertar o ícone vacina >> ver o as doses administradas, abrir o detalhamento das doses administradas e clicar no botão emissão do certificado.  

Uma informação adicional importante é que o comprovante pode ser emitido nos idiomas português, inglês e espanhol. 

Fontes

Governo do Brasil. Obter o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19. Disponível: https://www.gov.br/pt-br/servicos/certificado-nacional-de-vacinacao-covid-19 

GOV. Obter o certificado internacional de vacinação e profilaxia. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/servicos/obter-o-certificado-internacional-de-vacinacao-e-profilaxia

Vacinas relacionadas

		    
	  	

Comentários