Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Coqueluche: sintomas, tratamento e a importância da vacinação infantil

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 17 set 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Coqueluche: sintomas, tratamento e a importância da vacinação infantil

Coqueluche, popularmente conhecida como tosse comprida, é uma infecção respiratória que pode trazer grandes riscos à saúde se não tratada adequadamente. Entenda mais sobre a doença e a importância de se imunizar.

O que é Coqueluche ou tosse comprida?

Trata-se de uma infecção respiratória causada pela bactéria Bordetella pertussis. A doença é caracterizada por uma tosse em salvas que dura muito tempo (daí o nome  tosse comprida) que pode atingir os brônquios e a traqueia. 

Em crianças menores de 6 meses de idade, a coqueluche pode ser mortal se não tratada devidamente. 

Quais são as três fases da Coqueluche?

Se infectado pela coqueluche, o paciente pode apresentar três estágios da doença.

O primeiro nível é o mais leve e os sintomas mais comuns são:

  • Mal-estar geral;
  • Corrimento nasal;
  • Tosse seca;
  • Febre baixa.

No nível intermediário os sintomas evoluem para:

  • Tosse que passa de leve e seca para intensa e descontrolada;
  • A tosse pode ser tão intensa que chega a comprometer a respiração;
  • A crise de tosse pode provocar vômito e cansaço extremo.

Já no estágio 3 da doença, os sintomas se manifestam de forma grave e podem persistir por meses.

Sintomas da Coqueluche

Os sintomas da coqueluche podem começar de 4 a 21 dias após a infecção e, raramente, após 42 dias. 

Mulher com sintomas de coqueluche

Transmissão da Coqueluche

A coqueluche é transmitida a uma pessoa não vacinada previamente pelo contato direto da pessoa infectada através de gotículas expelidas pela tosse, espirro e fala.

Além disso, pode ocorrer a transmissão por objetos recentemente contaminados por secreções de um paciente infectado. Porém, isso não acontece com frequência, uma vez que a bactéria não sobrevive por muito tempo fora do hospedeiro. 

Como é feito o diagnóstico da Coqueluche?

Por ser uma doença que se assemelha a um resfriado, o diagnóstico da coqueluche em estágios iniciais pode ser difícil. O médico poderá solicitar os exames de PCR em tempo real ou coleta de material de nasofaringe para cultura para avaliar a presença da infecção.

Como é o tratamento da Coqueluche?

Normalmente o tratamento da coqueluche é realizado com antibióticos prescritos por um médico especialista. Em crianças, é comum precisar de internação hospitalar para realizar o tratamento de forma adequada, uma vez que os sintomas nessa faixa etária costumam ser graves. 

Qual a vacina da Coqueluche?

A vacina coqueluche é combinada com os toxoides da difteria e do tétano para produzir a vacina DTPa ou DTPw (para crianças abaixo de 7 anos) e a vacina dTpa (para pessoas acima de 7 anos).

Para crianças, estão disponíveis as vacinas Pentavalente e Hexavalente, que contêm também a vacina hepatite B, os antígenos de H. influenzae tipo b e poliovírus inativados.

Principais dúvidas sobre a coqueluche:

Quanto tempo pode durar a coqueluche?

A fase com sintomas mais intensos da doença dura, em média, 30 dias, podendo chegar a 6 a 10 semanas. 

Coqueluche cura sozinha?

O tratamento requer o uso de antibióticos prescritos por um médico especialista. 

Quanto tempo dura a tosse da coqueluche?

A tosse mais característica e intensa dura cerca de 2 semanas e diminui gradativamente após este período.

Quem já teve coqueluche pode ter de novo?

O indivíduo consegue adquirir imunidade em duas situações:

  • Ao adquirir a doença: a imunidade duradoura, mas não é permanente;
  • Pela vacina, sendo necessário um mínimo de 3 doses aos 2, 4 e 6 meses de idade, com um reforço aos 15 meses de idade, e um segundo reforço aos 4 anos de idade.

Coqueluche pode matar?

Sim, é uma doença grave que, se não tratada adequadamente, pode levar a óbito. 

O que a coqueluche pode causar na criança? Existem sequelas?

Em crianças, principalmente as menores de seis meses, as complicações podem incluir:

  • Pneumonia;
  • Parada respiratória;
  • Desidratação;
  • Convulsão;
  • Lesão cerebral;
  • Morte.

 

Saiba também: Herpes Zóster

Veja onde se vacinar em Locais de Aplicação

 

Fonte

Ministério da Saúde. Coqueluche: causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em: https://saude.gov.br/saude-de-a-z/coqueluche

Vacinas relacionadas