Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Cuidados na gravidez: 15 coisas que a gestante precisa saber

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 20 out 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Cuidados na gravidez: 15 coisas que a gestante precisa saber

Estar atenta aos cuidados na gravidez é essencial para uma gestação saudável, tanto para a mãe quanto para o bebê. Consultar um obstetra é importantíssimo para saber como se cuidar durante esse período.

Entenda melhor alguns desses cuidados para manter a saúde em dia:

1. Exames em dia

Durante o pré-natal são realizados inúmeros exames para verificar a saúde da mãe e do feto, tais como:

  • Exame de sangue;
  • Exame de urina;
  • Exame de fezes;
  • Ultrassonografia da transluscência nucal;
  • Ultrassonografia morfológica;
  • Triagem de diabetes gestacional;
  • Triagem de estreptococo beta-hemolítico;

Quando os resultados apresentam alguma alteração ou a gestante possui doenças crônicas, podem ser necessários outros exames para investigar possíveis complicações, como:

  • Teste de Coombs;
  • Biópsia do vilo corial;
  • Amniocentese;
  • Ultrassonografia transvaginal;
  • Fibronectina fetal;
  • Ecocardiografia fetal;
  • Perfil biofísico fetal.

É importante dizer que cada gravidez pode ter uma necessidade de exame diferente e consultar-se frequentemente com um profissional é de suma importância.

2. Alimentação equilibrada

Uma alimentação equilibrada durante a gestação pode prevenir ocorrências negativas tanto para a mãe quanto para o feto. Além disso, é possível assegurar reservas biológicas necessárias ao parto e pós-parto e permitir o ganho de peso adequado para a gestação.

Alguns alimentos importantes durante o período gestacional são:

  • Vegetais (leguminosos e folhosos);
  • Feijão;
  • Grão de bico;
  • Lentilha;
  • Ervilha;
  • Carne bovina;
  • Frango;
  • Fígado;
  • Sardinha;
  • Salmão;
  • Atum;
  • Pescada;
  • Arroz integral;
  • Batata;
  • Milho;
  • Leite;
  • Derivados de leite.

mãe grávida

3. Cuidados com medicamentos e produtos químicos

Alguns medicamentos e produtos químicos podem ser prejudiciais para o feto e para a mãe e não devem ser utilizados durante a gestação. Caso seja necessário o uso de remédios indispensáveis para a saúde, é necessário conversar previamente com seu médico sobre possíveis riscos ao usá-los.

A automedicação nunca é indicada e não deve ser feita. Durante a gestação, não é recomendado o uso de nenhum medicamento sem prescrição médica prévia.

4. Antidepressivos durante a gestação

A depressão e ansiedade são doenças que atingem uma grande parcela dos brasileiros. Alguns medicamentos podem ser responsáveis por possíveis malformações e não devem ser administrados durante a gravidez.

É necessário conversar com o obstetra e o psiquiatra para chegarem a uma fórmula que seja segura para a mãe e para o bebê.

5. Vacinas na gravidez

A imunização é extremamente necessária em todos os momentos da vida, mas principalmente durante a gestação. Com elas é possível proteger a mãe e o bebê de doenças infectocontagiosas.

As recomendações de vacinas na gravidez são:

  • Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (difteria, tétano e coqueluche) – dTpa;
  • Dupla adulto (difteria e tétano) – dT (para as gestantes que nunca tiverem tomado esquema vacinal de tétano e difteria);
  • Influenza (gripe)
  • Hepatite B (para as gestantes que não receberam esquema vacinal para hepatite B ou que não responderam com elevação de anticorpos).

Em situações especiais são recomendadas:

  • Hepatite A;
  • Hepatite A e B;
  • Pneumocócicas;
  • Meningocócicas conjugadas ACWY/C;
  • Meningocócica B;
  • Febre amarela.

As vacinas contraindicadas durante a gestação são:

  • Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola);
  • HPV;
  • Varicela (catapora);
  • Dengue.

6. Vacinas que o bebê precisa tomar nos primeiros meses de vida

Nos primeiros 6 meses de vida são recomendadas as seguintes vacinas para crianças:

  • BCG ID;
  • Hepatite B;
  • Tríplice bacteriana (DTPw ou DTPa);
  • Haemophilus influenzae b;
  • Poliomielite (vírus inativados);
  • Rotavírus;
  • Vacina pneumocócica conjugada;
  • Vacina meningocócica conjugada ACWY ou C;
  • Vacina meningocócica B.

Para saber mais sobre as recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), acesse o calendário vacinal para crianças.

7. Cuidados ao viajar de avião?

Para uma viagem mais tranquila, opte pelo assento ao lado do corredor, isso facilitará as idas ao banheiro; faça pequenas caminhadas se o destino for muito distante, para evitar inchaços; coma frutas e proteínas e evite o consumo de bebidas com ação diurética e alimentos que possam dar gases.

É sugerido que a gestante converse com o médico sobre a viagem, para que ele analise possíveis riscos e oriente ações para tornar a viagem segura.

8. Cinta pós-parto: usar ou não usar?

Quando o assunto é cinta pós-parto, os médicos se dividem quanto a recomendar ou não, uma vez que os músculos e órgãos que foram modificados durante o período gestacional são capazes de voltar ao normal sem o uso de cinta.

A cinta possui algumas vantagens como corrigir a postura, facilitar a movimentação da mãe após o parto e diminuir as dores do parto. Porém pode contribuir para o enfraquecimento muscular.

9. Massagem para gestante

Alguns tipos de massagem trazem benefícios para a gestação, como por exemplo, drenar líquidos que são retidos, relaxamento muscular, aumento do bem-estar emocional, entre outros.

Conheça alguns tipos de massagem recomendados:

  • Drenagem linfática;
  • Massagem clássica;
  • Reflexologia;
  • Perineal;
  • Shiatsu.

mãe grávida segurando a barriga

10. Acupuntura para gestante

A acupuntura pode ser uma grande auxiliadora durante a gestação. Ela é capaz de preparar as gestantes para o parto, aumentar a produção de leite materno e ajudar em sintomas como enjoos, salivação excessiva, edema, ameaça de aborto e ansiedade.

A acupuntura possui inúmeros benefícios e pode ser feita em qualquer momento da gestação.

11. Como respirar melhor na gravidez?

Durante a gravidez, é recomendado evitar o excesso de esforços, descansar bem e, em determinados casos, procurar auxílio médico para tratar a ansiedade. Isso poderá auxiliar em uma respiração cada vez melhor.

Caso a gestante sinta falta de ar excessiva ou outros sintomas, deverá procurar um médico para diagnóstico.

12. Excesso de exercícios físicos

No início da gestação não é recomendado exercícios de grande impacto.

Após esse período e dependendo da avaliação de um profissional, os exercícios podem ser feitos com um pouco mais de intensidade, conforme recomendado.

13. Exercícios recomendados na gravidez

Os melhores exercícios na gravidez são:

  • Caminhada;
  • Pilates;
  • Hidroginástica;
  • Alongamento;
  • Musculação leve.

É importante enfatizar que cada organismo reage de uma maneira diferente e procurar auxílio médico antes de realizar qualquer atividade física é imprescindível.

14. Não ingerir bebidas alcoólicas

O consumo de bebidas alcoólicas não é recomendado pois pode trazer alguns danos ao feto, como hiperatividade, crescimento atrofiado, deformidades congênitas e dificuldade de aprendizado. 

15. Alimentos para evitar durante a gestação

No período gestacional é recomendado evitar os seguintes alimentos:

  • Frutos do mar;
  • Carne, frango ou peixe crus;
  • Queijo não-pasteurizado;
  • Canela;
  • Cafeína;
  • Sucos não-pasteurizados;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Açúcar.

Saiba mais: Herpes Zóster no rosto

Fontes

Bebê Abril. Pré Natal completo: os exames que as gestantes precisam fazer ao longo da gravidez. Disponível em: https://bebe.abril.com.br/gravidez/pre-natal-completo-os-exames-que-as-gestantes-precisam-fazer-ao-longo-da-gravidez/

Bebê Abril. 5 tipos de massagem liberados na gravidez. Disponível em: https://bebe.abril.com.br/gravidez/5-tipos-de-massagem-liberados-na-gravidez/

O meu bebê. Cinta pós-parto. Disponível em: https://www.omeubebe.com/parto/pos-parto/cinta-pos-parto#:~:text=Os%20m%C3%A9dicos%20t%C3%AAm%20pontos%20de,externa%20atrav%C3%A9s%20de%20uma%20cinta.

Infantil. 6 motivos para fazer acupuntura na gravidez. Disponível em:  https://www.infanti.com.br/blog/6-motivos-para-fazer-acupuntura-na-gravidez