Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Desenvolvimento do bebê: marcos dos primeiros meses

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 16 jul 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Desenvolvimento do bebê: marcos dos primeiros meses

O desenvolvimento do bebê inclui o crescimento físico em peso e estatura e o aprendizado de novas habilidades. O seu bebê se desenvolve todos os dias, descobrindo novas capacidades como sorrir, o movimento das mãos, sentar, engatinhar, falar, andar… As crianças atingem esses marcos de desenvolvimento quando estimuladas adequadamente através de brincadeiras e dos novos desafios que se impõe, pelo incentivo a curiosidade e o estabelecimento de limites, para que conheçam riscos.

O que o bebê aprende a cada mês? Veja os marcos do desenvolvimento do bebê:

O primeiro ano de vida do bebê é muito rico em aprendizado sobre as coisas que estão presentes ao seu redor. Nesse processo está incluso a ampliação da memória, aprendizagem motora (movimentos), linguagem e raciocínio, que são desenvolvidos mês a mês.

Durante esse momento, o bebê desenvolve laços de amor e confiança com as pessoas que o cercam. Portanto, a maneira como os pais acariciam, seguram e brincam com o bebê ensinará a ele como interagir com as demais pessoas no futuro.

Desenvolvimento do bebê mês a mês

1º mês do bebê: conhecendo vozes e sons

Durante o primeiro mês, a maioria das coisas que o bebê faz são fruto de reflexos motores e neurológicos. Sugar, engolir e procurar o bico do seio materno são atitudes instintivas presentes desde o nascimento. Além disso, quando se sentir desconfortável ou com fome, irá chorar como forma de aviso. Demonstram alegria e satisfação através de pequenos ruídos e de um sono tranquilo.

No primeiro mês, o bebê se sente seguro e acalentado pelo som da sua voz, então certifique-se de responder aos sons que são emitidos e conversar com ele frequentemente. O bebe reconhece a voz da mãe e adora ouvi-la.

2º mês: o sorriso social

Nessa fase o bebê está aprendendo como coordenar seus movimentos e pode se mover com mais suavidade.

O tempo de sono começará a aumentar e seu pescoço ficará cada vez mais forte.

Os olhos do bebê se movem juntos na maior parte do tempo e eles começam a reconhecer e olhar para você enquanto conversa com eles.

Além disso, nessa fase eles começam a dar sorrisos.

3º mês: a descoberta e as mãos

Já no segundo mês, seu bebê está descobrindo seus dedos e mãos, aprendendo a segurar objetos e apertar as mãos uma na outra, mas no terceiro mês isso se intensifica.

Nesse momento, o bebê está começando a sentir emoções e se comunica de modo próprio. Ele reconhece vozes, responde a diferentes expressões e pode procurar por você quando te ouvir. Além do sorriso, começa a dar risadas mais longas e olhar frequentemente os dedos das mãos e dos pés.

Chocalhos e brinquedos pendurados, além de divertir seu bebê, fazem com que ele desenvolva novas habilidades manuais e oculares.

4º mês: novos movimentos e grunhidos

Durante o quarto mês, a visão do bebê melhora e ele começa a associar as coisas que ele vê, escuta, saboreia e sente. São capazes de pegar objetos entre os dedos e colocar as mãos na boca, portanto os responsáveis devem estar atentos para não deixar nenhum objeto pequeno por perto.

As habilidades físicas do seu bebê começam a se desenvolver cada vez mais. Em breve, eles estarão rolando, se sentando e alguns podem até começar a engatinhar nos próximos meses.

Eles mostram mais emoção e tentam copiar os sons que escutam.

5º mês: fortalecimento da cintura

A cintura do bebê começa a se fortalecer, então, em breve, se sentarão sozinhos. Ele tende a endireitar as costas quando é segurado ou apoiado na posição de se sentar. Por um momento, pode conseguir se manter sentado sem apoio, mas certifique-se de estar por perto a todo momento e utilize almofadas para auxiliar na proteção.

Com cinco meses, seu filho já está armazenando memórias, reconhecendo nomes, palavras básicas como “não” e “tchau” e sons familiares.

6º mês: pedindo colo

No sexto mês, o controle das mãos estará desenvolvido o suficiente para que ele pegue objetos e os mova. Ele pode começar a rolar e, em breve, a engatinhar.

Nessa idade, ele é capaz de interagir com você e “dizer” o que precisa naquele momento, tentando atrair sua atenção de diferentes formas. Se quiser colo, saberá levantar os bracinhos para pedir.

É capaz de entender suas emoções através de suas palavras e balbuciar, cantar, soprar e etc. É importante que os pais mantenham conversas e estímulos frequentes para ampliar ainda mais essas habilidades de comunicação.

Além disso, a alimentação começa a mudar, uma vez que o bebê está apto a introduzir alimentos pastosos e sólidos na dieta.

7º mês: sentando-se

Por volta do sétimo mês, o bebê pode começar a se sentar sem apoio, porém ainda é necessário garantir que ele esteja  em segurança caso se desequilibre. 

O bebê já consegue suportar seu peso nas pernas e pode pular para cima e para baixo quanto seguro pelos braços ou apoiado.  Além disso, pode se mover engatinhando, rolando ou se arrastando sentado.

A memória dele também ficará melhor e será capaz de entender o que está acontecendo ao seu redor com maior facilidade. Nessa fase, o bebê demonstra mais emoção, fica feliz quando está perto de pessoas com quem se sente confortável e pode ficar muito triste quando está longe da mamãe ou do papai.

8º mês: engatinhando

Aos 8 meses, o bebê pode estar se sentando sem apoio e engatinhando ou arrastando os pés. Caso seu bebê não esteja engatinhando nesse momento, não se preocupe, alguns bebês começam a andar sem nem mesmo engatinhar antes.

Essa é a fase em que o bebê é capaz de se erguer sobre os móveis, portanto é importante certificar-se que os perigos presentes estejam fora de alcance.

9º mês: as primeiras palavras

Ao completar 9 meses de vida, o bebê começa a entender o significado das palavras, copiar sons, fazer barulhos e entender quando algo pode ou não ser feito. Durante essa fase, o bebê pode reconhecer seu próprio nome e dizer suas primeiras palavras.

10º mês: função dos objetos

No décimo mês, seu bebê estará ainda mais curioso e interessado para compreender como as coisas funcionam, principalmente os objetos que estão por perto. Ele pode imitar sons de música, copiar sons simples e pegar esses objetos entre as mãos com mais facilidade.

Eles estarão muito atentos nas conversas e normalmente se esforçam para falar o que compreendem.

11º mês: imitando e brincando

Agora as habilidades de comunicação estão sendo desenvolvidas ainda mais rápido, então é comum que você escute palavras. Além disso, se comunicam apontando, acenando e grunhindo. O bebê é capaz de entender instruções simples, como entender quando vai tomar banho, se vestir e regras de sim e não.

Nessa idade, imitará quase tudo que você disser e fizer, inclusive brincadeiras.

12º mês: ficando em pé

Ao completar o primeiro ano de vida, o bebê estará se movendo e se levantando com apoio, e pode inclusive, dar seus primeiros passos sozinho.

Nessa idade saberá segurar objetos sozinho, sendo importante que os pais o incentivem a usar talheres e copos infantis.

1 ano e 2 meses: escolhas autônomas

Essa é a fase em que o bebê já sabe o que quer. 

Muitas vezes se incomoda ao escutar “não”, outras vezes quer escolher o que vai ou não comer e reclama caso não goste de alguma roupa, brinquedo e etc.

Esse é um momento importante de estabelecimento de regras e os pais devem insistir no ensinamento do sim e do não. Importante estarem atentos aos sinais de agressividade que podem surgir nessa idade.

1 ano e 6 meses: tomando o controle!

Com 1 ano e 6 meses, a criança estará cada vez mais ágil, fazendo diversos movimentos sozinha. Com a capacidade de brincar, falar e se movimentar, poderá fazer suas primeiras amizades.

Mesmo estando mais independente, a criança deverá receber instruções frequentes de como se relacionar com as demais pessoas.

Como saber se o desenvolvimento do bebê está normal?

Vale dizer que cada criança tem seu ritmo de desenvolvimento e não devem ser comparadas umas com as outras. Nem todos irão engatinhar aos 6 meses, nem todos irão falar antes de um ano e está tudo bem com isso. 

É importante que o bebê se consulte com um pediatra periodicamente, pois o profissional será capaz de analisar o processo de desenvolvimento com maiores detalhes e saber se há algo errado ou não.

Como estimular o desenvolvimento do bebê?

Algumas dicas importantes durante essa fase, são:

  • Fale com seu bebê: Ele vai achar sua voz calmante e se sentir seguro;
  • Responda quando seu bebê fizer sons: repita os sons e adicione palavras. Isso o ajudará a aprender a usar a linguagem;
  • Leia para seu bebê: Isso auxiliará no desenvolvimento e compreensão da linguagem e os sons;
  • Cante para o seu bebê e toque música: ajudará seu bebê a desenvolver o amor pela música e no desenvolvimento do cérebro;
  • Elogie seu bebê com frequência;
  • Passe algum tempo acariciando e segurando seu bebê;
  • Brinque com seu bebê quando ele estiver alerta e relaxado;
  • Distraia seu bebê com brinquedos e leve-o para áreas seguras quando ele começar a mover e tocar em coisas que não deve tocar;
  • Ensine seu bebe a ter rotina e se esforce para mantê-la. Alimentação e sono dependem de rotina.
  • Cuide de si mesmo, fisicamente, mentalmente e emocionalmente. A maternidade e a paternidade podem ser um trabalho que exige muito esforço e estando bem consigo mesmo, as coisas tendem a ficar mais leves.

Vacinas importantes para a saúde do bebê

As vacinas do bebê são extremamente importantes desde o nascimento para mantê-lo saudável e em segurança. 

É nesse momento que o sistema imunológico está mais vulnerável, pois não está completamente formado ainda. Isso torna as crianças mais vulneráveis ao desenvolvimento de doenças infecciosas, inclusive o resfriado no bebê

Acompanhar o calendário vacinal infantil é essencial para não deixar nenhuma vacina importante de lado.

Comentários