Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Herpes Zóster no rosto: como identificar e prevenir a doença
Vacinas 07 out 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Herpes Zóster no rosto: como identificar e prevenir a doença

O herpes zóster no rosto pode trazer graves complicações em longo prazo. Prevenir é o melhor e mais seguro método contra a doença. Entenda mais sobre como identificar e quais são os sintomas da doença.

O que é herpes zóster?

O Herpes Zóster, popularmente conhecido como Cobreiro, é causado pelo Vírus varicela-zoster (VVZ), que é o mesmo da catapora. Pode aparecer em qualquer região do corpo, sendo o rosto e o tronco os locais mais comuns.

Quando o herpes zóster é contagioso?

A transmissão da doença ocorre através do contato com lesões de pele da pessoa contaminada. É altamente contagiosa para aqueles que não possuem em seu calendário vacinal a vacina da varicela.

No caso de hospedeiros imunocompetentes, formam-se crostas após 7 a 10 dias, quando então as lesões não são mais consideradas contagiosas.

Como identificar o herpes zóster facial?

É um caso suspeito de herpes zóster quando o paciente apresenta um quadro discreto de febre moderada, de início súbito, que dura de 2 a 3 dias, e sintomas generalizados inespecíficos (mal-estar, adinamia, anorexia, cefaleia e outros) e erupção cutânea pápulo-vesicular, que se inicia na face ou em couro cabeludo.

As lesões apresentam-se com pápulas eritematosas que rapidamente evoluem para vesículas ou bolhas. Essas lesões vesiculares podem se tornar pustulares ou ocasionalmente hemorrágicas. 

Quais os sintomas de herpes no rosto?

Os sintomas mais comuns são:

  • Dores nevrálgicas (nos nervos);
  • Parestesias (formigamento, agulhadas, adormecimento, pressão etc);
  • Ardor e coceira locais;
  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Mal-estar.

Diferença entre herpes zóster, herpes labial e herpes genital

Herpes Zóster: É a reativação do vírus da varicela no organismo, causando uma erupção dolorosa na pele. Os indícios comuns da doença são bolhas, erupções cutâneas na face, vermelhidão ou úlceras.

Herpes labial: É a reativação do vírus herpes simples tipo 1 ou 2 e provoca pequenas e recorrentes lesões cheias de líquido perto do lábio. Os principais sintomas são formigamento nos lábios, lábios doloridos, úlceras, inchaço, lesão bucal ou sensação de queimação.

Herpes genital: é causado pelo vírus herpes simples tipo 1 ou 2 e pode afetar tanto homens como mulheres. Os sintomas comuns são dor, coceira e pequenas feridas na região genital. 

Possíveis complicações do herpes no rosto

Quando o herpes está localizado no rosto, pode atingir o nervo trigêmeo e causar possíveis complicações como a cegueira e a surdez no paciente infectado.

Existe vacina para herpes zóster facial?

A vacina herpes zóster já previne contra a forma facial. A imunização é indicada para pessoas com mais de 50 anos, e deve ser administrada como rotina para maiores 60 anos de idade, independente do histórico anterior de Herpes Zóster, ou se houve a vacinação ou não contra varicela.

 

Saiba mais: Difteria

 

Fontes

Medicina Net. Herpes Zóster facial. Disponível em: http://www.medicinanet.com.br/conteudos/casos/5391/herpes_zoster_facial.htm

Ministério da Saúde. Herpes (Cobreiro): causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em: http://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/herpes-zoster

Vacinas relacionadas