Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Entenda como funciona a divisão de grupos prioritários nas campanhas de vacinação

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 27 abr 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Entenda como funciona a divisão de grupos prioritários nas campanhas de vacinação

Os grupos prioritários são definidos pelos órgãos de saúde por apresentarem maiores chances de complicações caso contraiam doenças específicas. 

Normalmente, os grupos de risco para doenças são bebês, crianças, trabalhadores que atuam na linha de frente ao combate de doenças infecciosas, idosos, portadores de doenças crônicas e pessoas que tenham o sistema imunológico comprometido.

A importância da vacinação deve ser levada em consideração pois a imunização é uma estratégia de prevenção de alcance nacional e, especialmente em tempos de pandemia global.

O que são os grupos prioritários?

Os grupos prioritários são os grupos que apresentam maiores chances de contrair doenças e as formas graves delas. Para isso, são pensadas estratégias para vacinar primeiro os pacientes mais vulneráveis e evitar o adoecimento e, até mesmo, a morte. 

Por quem são definidos os grupos prioritários de vacinação? 

Os grupos prioritários de vacinação são definidos pelos órgãos de saúde, como Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Por que ocorre a divisão em grupos?

Os serviços de saúde escolhem priorizar a vacinação de determinados grupos a fim de garantir o funcionamento dos serviços de saúde, proteger os cidadãos considerados do grupo de risco, pessoas que estejam diretamente expostas a doenças infecciosas e para garantir o funcionamento dos serviços essenciais. Os grupos prioritários podem variar de acordo com cada vacina, dependendo dos fatores de risco para cada faixa etária ou condição trabalhista. 

Qual o critério usado para definição dos grupos?

Os órgãos de saúde priorizam os grupos de maior risco para infecções e que podem apresentar graves complicações caso sejam acometidos por determinadas doenças. 

O impacto da vacinação no Brasil é extremamente visível, uma vez que se observa uma redução importante no número de casos de doenças que podem ser prevenidas por vacinação no país, evitando adoecimentos e mortes, principalmente nos grupos considerados de risco.  

Exemplos de grupos prioritários

Todas as vacinas possuem grupos prioritários pré-definidos pelos sistemas de saúde. Veja dois exemplos:

Grupo prioritário da vacina da gripe

A campanha da vacina da gripe prioriza os grupos pré-definidos pelo Ministério da Saúde, que são:

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;
  • Gestantes e puérperas;
  • Profissionais da saúde;
  • Povos indígenas;
  • Indivíduos com 55 anos ou mais;
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.  

A vacina particular é uma excelente alternativa para aqueles que não fazem parte do grupo de risco e desejam se imunizar antes da campanha.

Grupo prioritário da vacina COVID-19

O grupo prioritário para receber a vacina COVID-19 são:

  • Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas;
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas;
  • Povos indígenas vivendo em terras indígenas;
  • Trabalhadores de saúde;
  • Pessoas de 80 anos ou mais;
  • Pessoas de 75 a 79 anos;
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas;
  • Povos e comunidades tradicionais quilombolas;
  • Pessoas de 70 a 74 anos;
  • Pessoas de 65 a 69 anos;
  • Pessoas de 60 a 64 anos;
  • Comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente grave;
  • Pessoas em situação de rua;
  • População privada de liberdade;
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Trabalhadores da educação do Ensino Básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA);
  • Trabalhadores da educação do Ensino Superior;
  • Forças de segurança e salvamento;
  • Forças Armadas;
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros;
  • Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário;
  • Trabalhadores de transporte aéreo;
  • Trabalhadores de transporte aquaviário;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores portuários;
  • Trabalhadores industriais. 

Fonte

Ministério da Saúde. Entenda a ordem de vacinação contra a Covid-19 entre os grupos prioritários. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/entenda-a-ordem-de-vacinacao-contra-a-covid-19-entre-os-grupos-prioritarios

Vacinas relacionadas

		    
	  	

Comentários