Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Entenda o que é palivizumabe e para quem é indicado

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 03 maio 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Entenda o que é palivizumabe e para quem é indicado

O Palivizumabe é um anticorpo monoclonal específico contra o vírus sincicial respiratório (VSR), responsável pela maioria dos casos de infecções do trato respiratório inferior em bebês.

Como ainda não há uma vacina capaz de prevenir o vírus, a imunoglobulina é responsável por induzir a imunização passiva contra o VSR. 

O que é palivizumabe?

Ao contrário do que pode parecer, o palivizumabe não faz parte das vacinas para crianças. O palivizumabe não é uma vacina, e sim uma imunoglobulina, que são anticorpos que induzem a imunização passiva, capaz de conferir proteção contra o vírus sincicial respiratório (VSR) e é recomendada para crianças prematuras, com cardiopatia grave ou com doença pulmonar da prematuridade. 

A diferença entre soro e vacina está na maneira como são produzidos e como produzem respostas no organismo. 

Os soros homólogos, conhecidos também como imunoglobulinas humanas, são produzidos a partir de doação de plasma pessoas com altos níveis de anticorpos no sangue, que deverá ser testado, visando à produção de diferentes imunoglobulinas para proteção passiva no organismo humano.

Por serem produzidas a partir de plasma humano, as imunoglobulinas humanas são mais seguras que os soros heterólogos (soros de outros animais).

Já as vacinas são produzidas através de atenuação ou inativação de vírus e bactérias e fornecem proteção ativa contra doenças.

Para que serve o palivizumabe?

O principal objetivo dessa imunoglobulina é conferir proteção contra o vírus sincicial respiratório (VSR), que é o responsável por causar infecções das vias respiratórias superiores e, em alguns casos, das vias inferiores, como bronquiolite e pneumonia. 

Esse vírus acomete principalmente bebês prematuros e crianças jovens. Os principais sintomas incluem corrimento nasal, febre, tosse e sibilos, podendo causar uma infecção grave que gera desconforto respiratório.

Para quem é indicado?

A imunoglobulina é recomendada para:

  • Recém-nascidos com menos de 29 semanas de idade gestacional no primeiro ano de vida; 
  • Bebês nascidos entre 29 e 32 semanas, até o sexto mês; 
  • Portadores de doenças cardíacas e pulmonares nos dois primeiros anos de vida, independentemente da idade gestacional.

Contraindicações

Não há contraindicações para a aplicação da imunoglobulina, apenas se o bebê apresentar reações alérgicas à dose anterior. 

Quantas doses a criança deve tomar?

São recomendadas doses mensais de 15 mg por quilo de peso, por cinco meses. O período em que as doses são aplicadas dependerá da região do país e da incidência do vírus nesses locais. 

H2>Reações adversas

O palivizumabe não costuma apresentar reações adversas. Reações locais são leves e raras. 

Quem tem direito a palivizumabe?

A imunoglobulina está disponível gratuitamente para bebês prematuros até 28 semanas gestacionais, no primeiro ano de vida, e para bebês com displasia broncopulmonar ou cardiopatia congênita, independentemente de idade gestacional ao nascer, até o segundo ano de vida.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), incluiu o uso da imunoglobulina gratuitamente também nos serviços particulares, devendo ser reembolsados pelos planos de saúde quando os bebês apresentarem as mesmas características citadas acima.

Fonte

Família SBIm. Palivizumabe. Disponível em: https://familia.sbim.org.br/vacinas/vacinas-disponiveis/palivizumabe

Vacinas relacionadas

Comentários