Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Saiba as reações das vacinas DTP e DTPa (tríplice bacteriana)

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 06 maio 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Saiba as reações das vacinas DTP e DTPa (tríplice bacteriana)

Na maioria dos casos, as reações das vacinas DTP e DTPa incluem sintomas locais como vermelhidão, endurecimento e inchaço no local da aplicação, mas costumam passar rapidamente e sem grandes complicações. Eventos adversos graves também podem ocorrer, porém são raros. 

É importante dizer que todas as vacinas podem causar reações adversas, mas que nem todas as pessoas serão acometidas por esses sintomas, tudo dependerá de como cada organismo reagirá. 

Quais doenças as vacinas DTP e DTPa previnem?

As duas vacinas protegem contra:

  • Difteria;
  • Tétano;
  • Coqueluche.  

Ambas as vacinas antitetânicas são indicadas para todas as crianças até 7 anos de idade, mesmo as que já tiveram contato com alguma das doenças contra as quais a vacina protege. 

A vacina DTP é composta por toxoide diftérico, toxoide tetânico e Bordetella pertussis inativada de células inteiras.

Já a vacina DTPa é acelular, ou seja, é composta por proteínas da bactéria Bordetella pertussis.  

Quais são as reações da vacina DTP e DTPa?

As reações adversas dos imunizantes estão, na maioria das vezes, associadas ao componente pertussis (coqueluche).

Reações comuns

Ambas as vacinas podem apresentar reações locais como vermelhidão, endurecimento e inchaço no local da aplicação e manifestações sistêmicas como febre baixa ou moderada, sonolência, irritabilidade, vômito, choro persistente e anorexia. 

Reações incomuns

As reações adversas menos frequentes incluem formação de abscesso no local da aplicação; Episódio hipotônico-hiporresponsivo (EHH); Convulsão; Encefalopatia pós-vacinal e Reações de hipersensibilidade.

As vacinas DTP e DTPa são iguais na rede pública e privada?

Não, a diferença entre vacina particular e vacina da rede pública está na composição. A vacina DTP está disponível na rede pública de vacinação e é composta por células inteiras da bactéria Bordetella pertussis.  Já a vacina DTPa está disponível apenas nos serviços privados de vacinação e é acelular, ou seja, composta apenas por proteínas da bactéria Bordetella pertussis. Os componentes referentes à difteria e tétano – toxoide diftérico e toxoide tetânico- são os mesmos nas duas vacinas.

As reações das vacinas são iguais?

Normalmente, a vacina DTP pode causar mais eventos adversos do que a vacina DTPa, isso porque ela é composta por células inteiras da bactéria Bordetella pertussis. Caso o paciente apresente reação grave à vacina coqueluche (DTP), ele tem direito a se vacinar com a DTPa pela rede pública.

Quanto tempo dura a reação da vacina tríplice bacteriana?

Geralmente as reações adversas da vacina DTP aparecem entre as primeiras 48h a 72h após a sua administração e costumam ser leves, com resolução espontânea em um curto período de tempo. Na maioria dos casos, não há complicações maiores ou sequelas futuras. Apenas reações graves contraindicam a administração das seguintes doses da vacina. 

Como aliviar a dor das vacinas DTP ou DTPa?

A recomendação para aliviar as dores locais é para que se façam compressas frias no local da aplicação. Já em casos mais intensos, podem ser usados medicamentos específicos para dor que devem ser prescritos anteriormente por um profissional especializado. 

Se o paciente vacinado apresentar qualquer sintoma grave ou fora do comum que se prolongue por mais de 72 horas, os serviços de vacinação deverão ser notificados e o paciente deverá ser avaliado para entender as possíveis causas.

Quais as diferenças entre as vacinas DTP (tríplice bacteriana), DTPa (tríplice bacteriana acelular), dTpa (tríplice acelular do adulto) e dT (dupla adulto)? 

A diferença das vacinas está na concentração dos toxoides. As caixas altas nos nomes das vacinas representam maior concentração de toxoides nas composições das vacinas, enquanto a caixa baixa representa a menor concentração desses toxoides nas composições das vacinas. 

D: componente diftérico

T: componente tetânico

P: componente pertussis (coqueluche).

As vacinas disponíveis são:

DTP (tríplice bacteriana): É composta por toxoide tetânico, toxoide diftérico e células inteiras da Bordetella pertussis (coqueluche). 

DTPa (tríplice bacteriana acelular): É a forma acelular do imunizante, ou seja, é composta por pedaços das células da Bordetella pertussis

dTpa (tríplice acelular do adulto): A vacina é composta por toxoides diftérico e tetânico e componentes da cápsula da bactéria da coqueluche. Nesse imunizante, a quantidade de toxoide diftérico e de componentes da Bordetella pertussis é menor que na vacina DTPa. 

dT (dupla adulto): É composta apenas por toxoides diftérico e tetânico.

Quais são as reações da vacina dTpa em gestantes?

A vacina dTpa na gravidez é extremamente importante em todas as gestações e faz parte do calendário vacinal da gestante. O imunizante serve para prevenir o tétano neonatal pela transferência passiva transplacentária de anticorpos da mãe para o feto e também a coqueluche nos primeiros meses de vida do bebê.

No geral, a vacina dTpa é menos reatogênica. De 50% a 85% dos vacinados com as doses de reforço apresentam apenas dor e aumento da sensibilidade no local da aplicação. 

Fontes

Ministério da Saúde. Manual de normas de vacinação. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/funasa/manu_normas_vac.pdf

Ministério da Saúde. Manual de vigilância epidemiológica de eventos adversos pós-vacinação. Disponível em: https://sbim.org.br/images/files/manual-vigilancia-epidemiologica-eventos-vacinacao-4ed.pdf

Vacinas relacionadas

		    
		    
		    
		    
	  	

Comentários