Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Sintomas de pneumonia: quais são, diagnóstico e tratamento da doença

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 03 mar 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Sintomas de pneumonia: quais são, diagnóstico e tratamento da doença

A pneumonia é uma infecção que afeta os alvéolos, que são os sacos de ar dos pulmões onde ocorrem as trocas de oxigênio e gás carbônico. Na pneumonia, um ou ambos os pulmões ficam com parte dos alvéolos cheios de líquido ou pus. É uma doença perigosa que, se não tratada rapidamente e adequadamente, pode levar a óbito. 

Conheça os sintomas de pneumonia mais frequentes e quando procurar auxílio médico.

Principais sintomas de pneumonia

Os principais sintomas da pneumonia são: 

  • Dor torácica;
  • Tosse seca ou com catarro;
  • Calafrios;
  • Fadiga;
  • Febre alta;
  • Confusão mental;
  • Fraqueza;
  • Mal-estar;
  • Sudorese;
  • Falta de ar ou respiração acelerada;
  • Ritmo cardíaco acelerado.

Tipos de pneumonia mais conhecidos

Há cinco tipos de pneumonias que são mais frequentes. Conheça-os:

Pneumonia viral

Os vírus causadores mais comuns da pneumonia viral são: adenovírus; varicela-zóster; influenza; vírus respiratório sincicial e o novo Coronavírus.

A COVID-19 afeta o pulmão e, em alguns casos, pode causar uma hipóxia silenciosa, que significa uma privação do oxigênio sem que a pessoa sinta desconforto respiratório.

Todos os vírus podem ser transmitidos via contato direto, porém não são todas as pessoas que desenvolvem a pneumonia.

Pneumonia bacteriana

As bactérias que mais comumente causam pneumonia são: Streptococcus pneumoniae, Staphylococcus aureus, Klebsiella pneumoniae, Haemophilus influenzae, Legionella pneumophila.

A pneumonia bacteriana geralmente não é contagiosa e pode ser tratada com antibióticos que são prescritos por um profissional.

Pneumonia fúngica

É o tipo de pneumonia mais raro e é causada por fungos. Mesmo sendo rara, pode trazer grandes complicações para pessoas imunodeprimidas ou portadoras de doenças crônicas, como pacientes com câncer e pessoas infectadas pelo vírus HIV.

Pneumonia química

Ocorre através da inalação de substâncias tóxicas, como poluição, agrotóxicos, produtos químicos e fumaça.

A exposição a essas substâncias pode acarretar inflamações nas vias aéreas e nos alvéolos.

Pneumonia nosocomial

Esse tipo de pneumonia está associado à permanência em ambiente hospitalar. É uma infecção frequente nas UTIs e seus principais fatores etiológicos são bactérias presentes nos hospitais e que muitas vezes são resistentes aos antibióticos usados habitualmente para tratar pneumonia.

O que é pneumonia silenciosa?

A pneumonia silenciosa é um termo popularmente utilizado para descrever os pacientes que apresentam baixa saturação de oxigênio durante o curso de uma pneumonia, o que pode dificultar o diagnóstico de piora clínica e necessidade de procurar um hospital.

Sintomas de pneumonia silenciosa

A pessoa apresenta sintomas respiratórios como tosse e febre, mas não apresenta falta de ar importante que indicaria que a saturação de oxigênio estava baixando, com necessidade de procurar imediatamente socorro médico.

Todos os tipos de pneumonia são contagiosos?

Não. De modo geral, a pneumonia não é uma doença muito contagiosa. Porém, algumas vezes a pneumonia viral e bacteriana podem ser transmissíveis de pessoa para pessoa, via contato direto.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico da pneumonia se dá através de exame clínico, ausculta dos pulmões, radiografias e tomografias de tórax. 

O tratamento é realizado com antibióticos, e a melhora clínica começa a partir do 3º ou 4º dia. A internação hospitalar pode ser necessária quando o paciente é idoso ou apresenta outras doenças de base, ou ainda se começa a apresentar sinais de piora clínica, como comprometimento da função dos rins ou dificuldade respiratória.

Como prevenir a pneumonia?

Algumas ações do dia a dia podem ajudar na prevenção da pneumonia, como:

  • Não fumar e beber exageradamente;
  • Observar as instruções do fabricante para a manutenção do ar-condicionado em condições adequadas;
  • Procurar atendimento médico para diagnóstico precoce de pneumonia, para diminuir a probabilidade de complicações;
  • Vacina contra pneumonia.

Fontes

CDRA. Conheça os tipos mais comuns de pneumonia. Disponível em: https://www.cdra.com.br/tipos-de-pneumonia

Vacinas relacionadas

Comentários