Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Conheça os 6 sintomas de sarampo e como prevenir

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 09 ago 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Conheça os 6 sintomas de sarampo e como prevenir

Os sintomas do sarampo incluem febre, mal-estar intenso, manchas vermelhas pelo corpo, nariz escorrendo e entre outros. 

É uma doença infecciosa grave que pode trazer diversas complicações para os pacientes acometidos.  

De acordo com o Boletim Epidemiológico, emitido pelo Ministério da Saúde, em 2020 foram notificados 15.335 casos suspeitos de sarampo, destes, foram confirmados 7.718 (50,3%).  

No mesmo ano, 21 estados apresentaram casos de sarampo no Brasil, e 5 destes estão com circulação ativa do vírus. O Estado do Pará é o que ganha destaque, pois concentra 5.025 (65,1%) dos casos confirmados e a maior incidência dentre os demais estados. 

Sobre o sarampo 

É uma doença infecciosa grave causada por vírus da família Paramyxoviridae do gênero Morbillivirus. O sarampo é altamente contagioso e estima-se que uma pessoa infectada seja capaz de transmiti-lo para 90% das pessoas ao seu redor que não estejam imunes. 

A doença pode ser especialmente perigosa na infância, causando um número alto de hospitalizações e mortalidade em menores de 5 anos de idade. 

Conheça os 6 sintomas de sarampo: 

Os principais sintomas que podem indicar o sarampo, são:  

  1. Febre: geralmente é alta (chegando a 40ºC) e tem pico entre o segundo e o terceiro dia do aparecimento das manchas no corpo; 
  1. Tosse: persistente e constante; 
  1. Conjuntivite não purulenta: irritação nos olhos; 
  1. Coriza: nariz escorrendo e entupido; 
  1. Mal-estar: geralmente intenso; 
  1. Manchas vermelhas pelo corpo: ocorrem de 3 a 5 dias após o início dos sintomas. Normalmente se iniciam no rosto e atrás da orelha.  

Quanto tempo a pessoa fica com sarampo?  

Normalmente o tempo de duração do sarampo é de 8 a 12 dias. Porém, a maioria das pessoas acometidas pela doença relatam que os sintomas duram cerca de 10 dias. 

Outras doenças que causam manchas vermelhas na pele 

Algumas doenças que também causam manchas vermelhas características na pele, são:  

Dermatite atópica: inflamação cutânea que provoca coceira; 

Catapora: infecção viral contagiosa que causa irritação cutânea com bolhas na pele; 

Sarna: doença de pele contagiosa que provoca coceira; 

Rosácea: condição que provoca vermelhidão e inchaços pequenos, vermelhos e com pus no rosto; 

Lúpus: doença autoimune que acontece quando o sistema imunológico ataca seus próprios tecidos; 

Psoríase: doença caracterizada por células da pele que se acumulam e formam escamas e manchas secas, causando coceira; 

Rubéola: infecção viral caracterizada por manchas vermelhas na pele. 

Quais são as possíveis complicações do sarampo? 

O sarampo é uma doença grave que pode trazer grandes complicações dependendo da faixa etária.  

Crianças:  

  • Pneumonia – 1 em cada 20 crianças com sarampo pode desenvolver pneumonia; 
  • Otite média aguda (infecção de ouvido) – Acomete 1 em 10 crianças com sarampo e pode resultar em perda auditiva permanente; 
  • Encefalite aguda – 1 em cada 1.000 crianças podem desenvolver essa complicação e 10% destas podem evoluir para óbito; 
  • Morte – 1 a 3 a cada 1.000 crianças doentes podem morrer em decorrência de complicações da doença.  

Adultos:  

  • Pneumonia.  

Gestantes:  

  • Mulher em idade fértil (10 a 49 anos) não vacinada antes da gravidez pode apresentar parto prematuro e o bebê pode nascer abaixo do peso; 
  • É importante se vacinar antes da gestação, pois a vacina é contraindicada durante a gestação. 

Como prevenir o sarampo? 

Saber quem deve tomar a vacina do sarampo é extremamente importante, uma vez que esta é a única forma de prevenir a doença. As quatro vacinas que contêm a vacina sarampo são:  

  1. Sarampo: é a vacina específica para o sarampo, porém não está mais disponível na rotina. Esta vacina era utilizada há alguns anos, então, se você tiver mais que 20 anos de idade, poderá encontrá-la na sua carteira vacinal. 
  1. Dupla viral: Previne o sarampo e a rubéola. 
  1. Tríplice viral: previne o sarampo, caxumba e rubéola; 
  1. Tetra viral: confere proteção contra o vírus do sarampo, caxumba, rubéola e varicela.  

reação da vacina do sarampo geralmente acomete apenas uma pequena parcela dos pacientes vacinados, sendo considerada uma vacina pouco reatogênica. 

Adultos devem se vacinar contra o sarampo? 

Sim. A vacinação é recomendada para todas as pessoas entre 1 e 29 anos que não tenham se vacinado antes, sendo necessárias duas doses da vacina. 

Dos 30 aos 59 anos, quem ainda não se vacinou deve tomar apenas uma dose da vacina. 

Já indivíduos a partir dos 60 anos, não precisam se imunizar. 

Fontes

Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico 34. Disponível em: https://antigo.saude.gov.br/images/pdf/2020/August/31/Boletim-epidemiologico-SVS-34.pdf 

Ministério da Saúde. Sarampo: sintomas, prevenção, causas, complicações e tratamento. Disponível em: http://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/sarampo 

Vacinas. Sarampo: Sintomas, tratamento, prevenção e tudo o que você precisa saber. Disponível em: https://vacinas.com.br/blog/tudo-sobre-sarampo/ 

Vacinas relacionadas

		    
		    
	  	

Comentários