Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Vacinação contra a raiva: entenda quando é importante tomar a vacina

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 21 out 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Vacinação contra a raiva: entenda quando é importante tomar a vacina

A vacina contra raiva é de extrema importância para prevenir a doença causada pelo vírus da raiva, que possui alta taxa de letalidade. Entenda mais sobre a imunização:

O que é a raiva e como é transmitida?

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda causada pelo vírus Lyssavirus, da família Rabhdoviridae, que atinge mamíferos, inclusive o homem. É uma doença caracterizada como uma encefalite progressiva e aguda com alta taxa de letalidade. 

A raiva é transmitida a partir do contato com a saliva de um animal infectado, através da mordedura, arranhadura ou lambedura desse animal.

Para que serve a vacina raiva?

A imunização contra a raiva é a melhor forma de prevenção da raiva, tanto para os humanos quanto para os animais.

Quando tomar a vacina raiva?

Há dois esquemas de vacinação, a da pré-exposição e a da pós-exposição. Entenda quando tomar em cada uma dessas situações:

Vacinação Pré-exposição (Prevenção da Raiva antes da exposição)

A imunização pré-exposição é indicada nos seguintes casos:

  • Médicos veterinários; biólogos; profissionais de laboratório de virologia e anatomopatologia para raiva; estudantes de medicina veterinária, zootecnia, biologia, agronomia e agrotécnica.
  • Indivíduos que atuam na captura, contenção, manejo, coleta de amostras, vacinação, pesquisas, investigações ecopidemiológicas, identificação e classificação de mamíferos, tanto os domésticos (cão e gato) quanto os animais de produção (bovídeos, equídeos, caprinos, ovinos e suínos) e os animais silvestres de vida livre ou de cativeiro.
  • Espeleólogos, guias de ecoturismo, pescadores e outros profissionais que trabalham em áreas de risco.

Vacinação Pós-exposição (Prevenção da Raiva depois da exposição)

A vacinação pós-exposição é indicada quando há exposição a um animal possivelmente infectado pelo vírus da raiva, como mordeduras, arranhaduras, lambeduras e contatos indiretos. Dependendo de cada caso, além da vacina pós-exposição, pode ser necessária a administração do soro ou da imunoglobulina antirrábicos.

Quanto tempo dura a vacina contra raiva em humanos?

Para a vacina pré-exposição são indicadas três doses e na pós-exposição são indicadas quatro doses. Seguindo essas orientações, a imunização é capaz de conferir proteção durante muitos anos.

Qual o tempo máximo que posso tomar a vacina depois de ser mordido por um cão?

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina raiva deve ser administrada logo após o contato com o animal infectado. É uma doença de rápida progressão que tem altíssima taxa de letalidade.

Contraindicações da vacina contra raiva

A imunização não possui contraindicação, principalmente após acidentes com animais.

Caso tenha tido reação anafilática após dose anterior da vacina, a vacina é contraindicada apenas no caso de pré-exposição.

Quais as reações adversas da vacina raiva humana?

As reações mais comuns da vacina são:

  • Dor no local da aplicação;
  • Coceira;
  • Inchaço;
  • Erupção de pele semelhante a urticária 

Onde tomar vacina raiva?

A vacina raiva está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs) e nos serviços privados de vacinação.

Saiba mais: Cuidados na gravidez

Fontes

Ministério da Saúde. Raiva: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em: http://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/raiva

Família SBIm. Vacina Raiva. Disponível em: https://familia.sbim.org.br/vacinas/vacinas-disponiveis/vacina-raiva