Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas A vacina da gripe pode dar febre? Entenda as reações adversas mais comuns

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 21 dez 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

A vacina da gripe pode dar febre? Entenda as reações adversas mais comuns

As vacinas são muito seguras, mas algumas pessoas podem sentir determinados sintomas após a vacinação. Porém, não se preocupe! Normalmente esses sintomas não demoram para passar e são leves.

Entenda se a vacina da gripe pode dar febre e os eventos adversos comuns da imunização:

Febre depois da vacina da gripe é normal?

Sim. A febre é considerada um dos eventos adversos da vacina da gripe, e pode ocorrer de 6 a 12 horas após a aplicação e persistir por um ou dois dias. Esse sintoma atinge menos de 10% dos pacientes vacinados. 

Vacina da gripe dá febre em bebês?

A vacina da gripe pode desencadear o sintoma de febre e isso não se limita a uma idade específica, podendo ocorrer desde lactentes até os idosos.

Em caso de febre, recomenda-se administrar um antitérmico em dose anteriormente orientada pelo médico e observar. Se a febre persistir, recomenda-se procurar atendimento médico para avaliação.

banner vacina da gripe

Febre é considerado um efeito colateral da vacina da gripe?

Sim, a febre é um evento adverso comum da vacina da gripe.

Por que não pode tomar a vacina da gripe com febre?

Caso o paciente esteja com febre no dia da aplicação, recomenda-se adiar a vacinação porque a vacina pode desencadear alguns eventos adversos como a febre. Vacinar em vigência de febre pode dificultar a identificação da causa da febre: é reação à vacina ou é causada por outra doença que o paciente já apresentava?

Quais outras reações adversas comuns da vacina da gripe?

As reações locais ou sistêmicas mais comuns após a vacinação podem incluir: 

  • Dor no local da injeção;
  • Febre;
  • Mal-estar;
  • Dor muscular. 

Caso a pessoa apresente outro sintoma diferente dos citados acima ou os mesmos persistam por mais de 48 horas, o médico deve ser procurado imediatamente para que possa avaliar se se trata de evento adverso mais raro à vacina ou de outro problema não relacionado à vacina.

Vacinas relacionadas

		    
	  	

Comentários