Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas A vacina HPV bivalente foi descontinuada. Entenda!

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 04 jun 2021 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

A vacina HPV bivalente foi descontinuada. Entenda!

A vacina HPV bivalente foi aprovada anteriormente com o intuito de prevenir lesões genitais pré-cancerosas do colo do útero, causadas pelos tipos 16 e 18 do HPV. Atualmente, a única vacina contra HPV que está licenciada no Brasil é a quadrivalente, que além de prevenir os tipos 16 e 18, também confere proteção aos tipos 6 e 11.  

A vacina HPV bivalente (HPV2) foi suspensa, e agora?

De acordo com a SBIm, com a descontinuidade da vacina HPV bivalente, os pacientes que iniciaram o esquema vacinal devem receber a vacina quadrivalente.

A quantidade de doses e intervalos são definidos de acordo com cada faixa etária. Entenda:

Para pessoas que receberam a primeira dose antes dos 15 anos: São necessárias duas doses, devendo respeitar o intervalo de 6 meses após a primeira dose.

Já para pessoas que receberam a primeira dose a partir de 15 anos de idade, o recomendado é administrar uma ou duas doses da vacina disponível, dependendo de quantas faltam para totalizar três. Nesse caso, os intervalos recomendados são de 1 a 2 meses entre a primeira e a segunda doses, e de 6 meses entre a primeira e a terceira (0, 1-2 e 6).

Diferenças entre a vacina HPV bivalente e a vacina HPV quadrivalente

A principal diferença entre as vacinas é a quantidade de tipos de HPV que elas previnem.

A HPV2 protege contra os tipos 16 e 18 que causam lesões genitais pré-cancerosas no colo do útero de mulheres.

A HPV4 previne infecções persistentes e lesões pré-cancerosas causadas pelos tipos de HPV 6,11,16,18. O imunizante é responsável por evitar o câncer de colo do útero, da vulva, da vagina, do ânus e verrugas genitais (condiloma acuminado).

Onde tomar a vacina HPV quadrivalente?

A vacina quadrivalente está disponível nas Unidades Básicas de Saúde para:

  • Meninas de 9 a 14 anos e meninos de 9 a 14 anos no esquema de duas doses (0-6 meses);
  • Homens de 9 a 26 anos e mulheres de 9 a 45 anos que sejam portadores de HIV/Aids, transplantados e pacientes oncológicos.

Já pacientes oncológicos em tratamento com radioterapia ou quimioterapia podem ser vacinados tanto nas Unidades Básicas de Saúde quanto nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE). Para essas pessoas, o esquema recomendado é o de três doses (0 – 1 a 2 – 6 meses).

A vacina HPV quadrivalente também está disponível nos serviços privados de vacinação.

Fonte

SBIm. Orientação para vacinação contra HPV diante da suspensão da vacina HPV bivalente (HPV2). Disponível em: SBIm

Vacinas relacionadas

Comentários