Vacinas.com.br Agende suas vacinas
Home Blog Vacinas Vacina Coronavírus: entenda a diferenças das vacinas em fase de teste contra Covid-19 e o que esperar

Compartilhar com

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Whatsapp
Vacinas 15 dez 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Vacina Coronavírus: entenda a diferenças das vacinas em fase de teste contra Covid-19 e o que esperar

A COVID-19 já fez milhões de vítimas ao redor do mundo, número que continua crescendo diariamente. A imunização é a esperança de controlar a doença o mais rápido possível.

Atualmente há muitas vacinas que estão sendo desenvolvidas e testadas. Todas elas usam diferentes estratégias para chegar no resultado ideal.

Entenda quais são as diferenças entre as vacinas contra Coronavírus:

Comparação de 4 vacinas Covid-19

Fase de testes da vacina do coronavírus

Segundo o jornal The New York Times, mais de 125 vacinas estão na fase pré-clínica, cujo objetivo é analisar a segurança e o potencial imunogênico da vacinação em laboratório e em modelos animais.

Onze vacinas se encontram na fase 1 de testes, que é quando são testadas em um pequeno grupo de humanos para avaliar a segurança e a dose necessária para induzir uma resposta imunológica.

A fase 2 tem como objetivo estabelecer a sua imunogenicidade. Os voluntários são monitorados rigorosamente sobre quaisquer eventos adversos que possam aparecer e também se avalia melhor a capacidade da vacina de gerar uma resposta imune. Nessa fase, os participantes têm as mesmas características das pessoas para quais as vacinas são destinadas.

Já na fase 3, a vacina é administrada a milhares de voluntários, sendo que alguns recebem a dose da vacina experimental e outros, o placebo. Os dados de ambos os grupos são analisados e comparados para concluir se a vacina é realmente segura e eficaz contra a doença que se deseja prevenir. Essa fase já possui algumas vacinas em análise.

Ao final da fase 3, o laboratório responsável submete a vacina que se mostrou segura e eficaz aos órgãos regulatórios de cada país que deseja utilizá-la.

Como a vacina de RNA do vírus funcionará na imunização?

Entenda o passo a passo:

Primeiro os cientistas pegam uma parte do código genético do vírus que induz as células a produzirem proteínas e o cobrem com uma camada de lipídio, de modo a facilitar a sua entrada nas células do corpo.

Explicação do RNA do vírus

Em seguida, o RNA recoberto de lipídio é injetado no paciente, como mostra a imagem abaixo:

Injetando a vacina

O terceiro passo consiste na vacina entrar na célula e orientar a produção da proteína spike do Coronavírus.

Isso tem como objetivo levar o sistema imune a produzir anticorpos e ativar as células T a destruírem as células infectadas por vírus.

Caso o paciente seja contaminado com o Coronavírus, os anticorpos neutralizarão os vírus e as células T destruirão as células já infectadas pelo vírus, auxiliando no combate à infecção.

Anticorpos contra a Covid-19

Vacina Oxford/AstraZeneca

País de origem: A vacina está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, juntamente com o laboratório AstraZeneca, no Reino Unido.

Fase de testes atual: Atualmente a vacina está na fase 3 de testes no Reino Unido, África do Sul e no Brasil.

Eficácia: A eficácia da vacina varia de 62% a 90%.

Preço por doses: De acordo com informações do jornal Financial Times, as doses da vacina custarão entre US$ 3 e US$ 4.

Doses necessárias: Serão necessárias duas doses da vacina. 

Vacina Moderna

País de origem: A vacina está sendo desenvolvida nos Estados Unidos, pela empresa americana Moderna.

Fase de testes atual: A vacina já está na fase 3 de testes.

Eficácia: A vacina Moderna mostrou uma eficácia de 95%.

Preço por doses: Stéphane Bancel, CEO da farmacêutica Moderna, estima que o valor das doses irá variar de US$ 25 a US$ 37.

Doses necessárias: Serão necessárias duas doses da vacina.

Sputnik V

País de origem: A Sputnik V está sendo desenvolvida pela Rússia.

Fase de testes atual: A imunização está passando pela fase 3 de testes.

Eficácia: A eficácia da vacina é de 92% após a aplicação da segunda dose.

Preço por doses: A empresa ainda não divulgou o preço da vacina, porém garante que será inferior ao das demais.

Doses necessárias: Serão necessárias duas doses da vacina.

CoronaVac

País de origem: O desenvolvimento da vacina foi feito na China pela empresa Sinovac. Após os bons resultados observados nas fases 1 e 2, o Instituto Butantan e a Sinovac firmaram uma parceria para que a fase 3 fosse realizada em centros de pesquisa do Brasil.

Fase de testes atual: Está na fase final de testes.

Eficácia: Até o dia 7 de dezembro não haviam sido liberados os resultados de eficácia da vacina.

Preço por doses: O preço por dose da vacina ainda não está definido no Brasil.

Doses necessárias: Serão necessárias duas doses da vacina.

Devo me vacinar quando a vacina do coronavírus estiver pronta?

Sim, a vacina serve para proteger você e toda a comunidade ao seu redor. Além disso, é uma forma segura e altamente eficaz de prevenir doenças e salvar vidas.

É necessário ressaltar que mesmo durante uma pandemia, é de extrema importância manter o calendário de vacinação atualizado.

Quem é o grupo prioritário para tomar a vacina?

É esperado que não haja vacinas disponíveis para todos no início da distribuição. O grupo prioritário para receber a imunização são os profissionais da saúde e logo após, os grupos de risco, que são idosos e portadores de doenças crônicas.

As vacinas para idosos devem ser prioridade pois esse grupo apresenta o sistema imunológico mais frágil, sendo mais suscetíveis a doenças infecciosas.

Previsão de chegada da vacina para Covid-19 no Brasil

Sabemos que nesse momento a vacina é nossa única esperança para a volta de uma vida normal e ficamos ansiosos quanto à previsão de chegada.

Ainda não há uma data certa, mas espera-se que uma vacina para o coronavírus esteja disponível no Brasil no início de 2021. Devemos lembrar que, mesmo com a vacina, ainda será necessário aguardar algum tempo para que as medidas de distanciamento social, uso de máscaras e higiene rigorosa das mãos sejam relaxadas.

A vacina será obrigatória?

Apesar de alguns pronunciamentos de diferentes autoridades, a obrigatoriedade ou não da vacinação para SARS-CoV-2 ainda não está definida.

Você sabia que a vacina da gripe pode ajudar nesse momento de Coronavírus? A imunização não confere proteção contra o vírus em si, mas resguarda o sistema imunológico de doenças respiratórias. Algumas vacinas particulares também podem ser essenciais para a segurança da população.

Fontes

World Health Organization. Vaccines and immunization: What is vaccination? Disponível em: https://www.who.int/news-room/q-a-detail/vaccines-and-immunization-what-is-vaccination?adgroupsurvey={adgroupsurvey}&gclid=Cj0KCQiAwf39BRCCARIsALXWETxKcKjwsxTNo1anhGrOd6VjWzIjKO9c8Fs6Tz3qHurw_PqDISm0EfAaAkFbEALw_wcB

Saúde Abril. Coronavírus: o que esperar da vacina? Disponível em: https://saude.abril.com.br/especiais/coronavirus-o-que-esperar-da-vacina/

Notícias Uol. Doria diz que vacina contra COVID-19 será obrigatória em SP se for aprovada. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/10/16/doria-diz-que-vacina-contra-covid-19-sera-obrigatoria-em-sp-se-for-aprovada.htm

Comentários