Agende já suas vacinas
Vacinas
07 abr 2020 | AUTOR: Equipe Vacinas.com.br

Como tomar as vacinas na gravidez: dTpa, gripe e outras

Quais vacinas as grávidas devem tomar e para que servem as vacinas na gravidez

Durante o período da gestação, a mulher passa para o feto os seus anticorpos, garantindo que ao nascer, o bebê já esteja protegido contra algumas doenças. Por isso, as mulheres que ainda não tiverem se vacinado antes de engravidar ou que precisem de doses de reforço podem e devem se imunizar enquanto grávidas. A segurança na vacinação é garantida à mãe e ao bebê, pois as vacinas administradas são inativadas. Eventos adversos como febre, vermelhidão e dor no local da vacina são comuns e não graves, mas se persistirem, deve-se consultar um médico.

Vacinação na gravidez e amamentação – gripe, hepatite B e tríplice bacteriana

 

A gripe é uma doença corriqueira que não costuma preocupar muito as pessoas, porém para as mulheres gestantes, o risco de complicações mais sérias aumenta. Isso ocorre porque o sistema imunológico das gestantes encontra-se voltado para receber o feto, o que pode predispor a gestante a apresentar formas mais graves de algumas infecções. Além disso, o bebê só poderá tomar a vacina da gripe aos 6 meses, e um quadro gripal para um recém-nascido pode ser bastante grave. Esse risco diminui com a vacinação, pois ela garantirá a transferência de anticorpos da mãe ao feto.

Já a hepatite B contraída na gravidez pode passar para o bebê durante o parto, e a chance de a doença evoluir para uma hepatite crônica no recém-nascido é extremamente alta. A boa notícia é que a vacinação é recomendada na gestação e está disponível na rede pública assim como a vacina da gripe. A opção de vacina conjugada – hepatite A e hepatite B (disponível na rede privada) – garante uma imunização ainda mais completa.

Também disponível nos postos de saúde, a vacina dTpa (tríplice bacteriana acelular do tipo adulto), é indispensável para as futuras mães. A vacina protege contra o tétano, a difteria e a coqueluche. A coqueluche e o tétano podem ser muito graves no recém-nascido, podendo inclusive causar a morte do bebê: a bactéria causadora do tétano provoca contrações musculares muito dolorosas, que  dificultam a amamentação e respiração; a coqueluche, por sua vez, causa tosse intensa, e também sangramento e problemas neurológicos e cardíacos. A cada gravidez a mulher deve receber uma dose de dTpa a partir da vigésima semana de gestação. No caso de ela nunca ter tomado vacina contra o tétano, ela deve tomar, além da dTpa, duas doses de vacina dupla adulto (dT).

As vacinas pneumocócicas, meningocócicas conjugadas ACWY e meningocócica C e meningocócica B, apesar de inativadas, não são recomendadas de maneira geral na gestação.

Caso especial: Febre amarela

 

A febre amarela é um caso singular. A vacina deve ser evitada, a menos que o risco de contaminação supere os riscos potenciais da vacinação. Além disso, o vírus presente na vacina pode passar para o bebê através da amamentação, por isso, é contraindicada para nutrizes de crianças até seis meses. Caso a vacinação seja necessária durante esse período, deve-se suspender a amamentação por dez dias.

Vacinas contraindicadas

 

A vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e varicela (catapora) não devem ser tomadas na gestação pois não são inativadas. Após o parto e a durante a amamentação, no entanto, estão liberadas. Já a vacina da dengue é contraindicada também durante a amamentação.

A vacina HPV, apesar de inativada, não deve ser aplicada durante a gestação. Quem começou o esquema vacinal e engravidou, deve esperar o término da gestação para completar as doses que faltam.

Vacinas na gravidez

 

Veja onde se vacinar em Locais de Aplicação

 

Fontes

 

https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-gestante.pdf

 

https://sbim.org.br/midia/clippings/191-portal-bebe-editora-abril-19-09-2012

 

https://bebe.abril.com.br/gravidez/as-vacinas-indispensaveis-na-gravidez-e-no-pos-parto/

Vacinas por Perfil

Aqui você encontra todas as vacinas que você deve tomar de acordo com seu perfil e cuidados ao viajar.

MaisLidas