Agende já suas vacinas

Vacina Hepatite B Infantil

Esta vacina também é indicada para:

No período de 1999 a 2019, foram notificados 247.890 casos confirmados de hepatite B no Brasil; desses, a maioria está concentrada na região Sudeste (34,5%), seguida das regiões Sul (31,6%), Norte (14,6%), Nordeste (10,2%) e Centro-Oeste (9,0%).

A vacina da hepatite B é a melhor forma de prevenção contra a doença e graças a ela as taxas de detecção de hepatite B no Brasil vêm apresentando tendência de queda no número de infectados.


A hepatite B é um tipo de hepatite viral que compromete o fígado. É causada pelo vírus da hepatite B (HBV), que pode ser detectado no sangue e nas secreções. Sua transmissão é por via parenteral (compartilhamento de agulhas e seringas, tatuagens, piercings, procedimentos odontológicos ou cirúrgicos) e, principalmente, pela via sexual, sendo a hepatite B considerada uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST). Um recém-nascido pode também se infectar devido a contato com sangue e secreções maternas durante o parto se esta mãe for portadora do vírus da hepatite B.





A vacina é indicada para pessoas de todas as faixas etárias. É recomendada a aplicação da primeira dose de vacina nas primeiras 12-24 horas após o nascimento, uma vez que 90% dos bebês que são contaminados ao nascer evoluem para a forma crônica da hepatite B.





Crianças: esquema de quatro doses, sendo uma dose em formulação isolada ao nascimento e doses aos 2, 4 e 6 meses de vida, incluídas na vacina pentavalente de células inteiras aplicada pelo serviço público. 

No serviço privado são administradas 3 doses de vacina hepatite B em crianças pequenas: uma ao nascimento e duas outras aos 2 e 6 meses de idade, na vacina Hexavalente.

Crianças mais velhas, adolescentes e adultos não vacinados no primeiro ano de vida: três doses, com intervalo de um ou dois meses entre primeira e a segunda doses e de seis meses entre a primeira e a terceira.

Veja o calendário de vacinação infantil para conferir todas as vacinas que as crianças devem tomar.





A vacina é contraindicada em pessoas que apresentaram anafilaxia a qualquer componente da vacina ou em dose anterior. É contraindicada também para pessoas que desenvolveram púrpura trombocitopênica após dose anterior de vacina com componente hepatite B. 

Vale lembrar que a vacina não é contraindicada durante a gravidez.





A vacina da hepatite B pode resultar em algumas reações adversas, dependendo da pessoa. Entenda: 

 

Reações muito raras: púrpura trombocitopênica idiopática e anafilaxia.





É uma vacina inativada, ou seja, não é capaz de causar a doença e é composta por proteína de superfície do vírus da hepatite B purificado.




Vacinas por Perfil

Aqui você encontra todas as vacinas que você deve tomar de acordo com seu perfil e cuidados ao viajar.